BEM VINDOS À POESIA


quarta-feira, 30 de julho de 2014

CIRANDA - Dia Triste

imagem google.com


DIA TRISTE
Su Simon

Sim, ontem foi um dia triste
minha rua se encheu de saudades,
O sorriso franco, alegre, gostoso...
saiu de cena.
Agora vive na memória, 
da simplicidade carregada de vida,
do amigo que sabia viver...
Sem frescura, sem amarras,
sem preconceitos...
De uma incrível história.
de luta e liberdade.
Sim, hoje o dia continua triste
e a saudade se fortalece
Já ouvimos o silêncio de seus gritos
de sua fé, de seu sonhar.
É! Hoje o dia está mais triste...
Disse adeus a um grande amigo.
que se foi, deixando aqui
toda sua sabedoria de vida
Vai amigo!
Que hoje o dia ficou mais triste...



Parte integrante da cirande de versos publicada no site
Portal A ERA DO ESPÍRITO

terça-feira, 29 de julho de 2014

CASTANHO OLHAR!


imagem google.com
















É noite e estamos sós
Eu e a lua.
Meu castanho olhar a observá-la.
Sensação de aconchego toma conta do corpo
Romantismo sem fim!
Ah! Paixão que consome o anoitecer
embalada pelo vento cantante...
Uma quase brisa carregando devaneios.
Mexe comigo, muda o rumo da história.
Noite em sonhos faz o tempo delirar!
Quando os castanhos sentem
a presente luz enluarada,
brilham felizes.
Sabem que a paixão e os sonhos
andam de mãos dadas
contemplando a vida madrugada a fora
seguindo o rastro de estrelas cadentes...

quinta-feira, 24 de julho de 2014

ACRÓSTICO - ADEUS ORKUT!

imagem google.com













A
migos lá,  fiz
De todo os jeitos
Especiais na memória
Unidos nas brincadeiras
Sempre juntos... Sempre

Outros foram chegando
Revisitando minhas memórias
Karacas! Quanto  risos trocamos!
Um depoimento, um beijo... Sempre deixando...
Termina assim este ciclo, de vida e encantamentos.


segunda-feira, 21 de julho de 2014

SINAL VERDE!

imagem google.com















Vejo o sinal verde,
mas não tenho coragem de seguir em frente
de repente me apavoro e travo... 
Espero um comando, uma palavra
pra seguir em frente... E travo
Insegurança talvez, 
ou excesso de cuidado?
Não sei.

Um aflição move os movimentos
observo este olhar azul me olhando
Quieto, parado, enigmático...

Assim o silêncio é a melhor ação,
mesmo contrariando a vontade de gritar
Ei! Estou aqui... Quero ouvir sua voz!
Me calo...

domingo, 20 de julho de 2014

AMANHÃ

Subúrbios da caneta - Poemas do Coletivo Tantas Letras
 imagens by Su Simon




















Ontem enviei uns versos
borrados com meu perfume
Corei ao ver a cena
tentei desfazer, mas a tinta é cruel
sem sentimentos nem pudor...
Ontem dediquei-te um verso
na página que ainda não leu
e o perfume impregnado ficou...
Ali. A mostra! A força!
Tentei apagar a memória...
Ah! Não deu!
Foi assim, não teve jeito
todo mistério se perdeu.
Amanhã  lerás minhas letras
e sentirá toda ansiedade sentida
na essência sedutora
"Pure Seduction..."
Sentirá o aroma 
de um sábado especial.
Amanhã...

terça-feira, 15 de julho de 2014

CIRANDA - CÂNTICO À VIDA

imagem google.com


CÂNTICO À VIDA
Su Simon 

São cenário cotidianos
encantando o coração! 
A vida segue livre
batendo à porta
todas as manhãs.
Alternando sensações
Alegres, tristes, surpreendentes...
E meu castanho olhar cativo,
diante desta beleza
Canta
a vida, o sonho, o momento...
Neste balanço das horas
vendo a vida em movimento
Sobrevoo as paisagens
produzidas na mente
E canto a vida
em breves momentos.


Parte da ciranda publicada em:

Portal A ERA DO ESPÍRITOhttp://www.aeradoespirito.net/

domingo, 13 de julho de 2014

sexta-feira, 11 de julho de 2014

CRÔNICA - "QUERIDA PROFESSORA"




Hoje fiquei em êxtase ao corrigir atividades dos alunos para fechamento do bimestre, entre tantas escritas, encontrei uma que me deixou perplexa diante do relato. Um misto de carinho, prazer e agradecimento por encontrar entre tantas leituras, praticamente idênticas, uma direcionada a meu fazer diário. Então resolvi publicar, na íntegra, pois me deixou emocionada:


O que aprendi?

"Querida professora,
sinto muito em dizer, mas infelizmente, eu não tinha aprendido muito sobre a matéria, pois eu entrei nessa escola depois e na outra escola em que eu estudava, eu mal tinha aula de inglês.
Tenho poucas coisas no caderno, mas gostaria de te falar que aqui, nessa escola, nesse pouco tempo que estou aqui, aprendi um pouco, foi pouco, coisa mínima, mas aprendi e fiquei muito feliz, tão feliz ao ponto de chegar em casa e mostrar para meu esposo e ensinar ele também.
Quero também falar que você ensina muito bem, você sorri com a gente, dá toda sua atenção a todos, infelizmente não são todos os alunos que veem isto, mas eu vejo e fico muito feliz. Com você eu aprendi  a passar as palavras para o negativo e positivo, só foi isso, mas como falei, fiquei muito feliz por ter aprendido,  eu não sei muito ler em inglês, estou fazendo curso por fora, pra aprender um pouco mais.
Obrigada pela atenção... Bjus e continue assim, essa pessoa de bem com a vida!"
Maria Vitória - 2ºA

Assim, refletindo sobre  o processo de aprendizagem, tão difícil, com salas superlotadas e com tantos jovens que não querem saber de estudar, esta aluna me faz perceber que há um motivo para eu estar lá, todo dia, cativando aqueles jovens, dando-lhes esperanças de um mundo melhor.
Sempre haverá alguém que observa e valoriza este trabalho.
Chorei.
Muito Obrigada.

Su Simon
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

THANKS

Thank you for visiting ...
come back soon!...