BEM VINDOS À POESIA


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Will be need to draw?

google images

You left me alone 
with angels and witches 
Not the most southerly winds blew 
Nor brought me more peace than I had 
You forgot, my friend ?
The dream life made ​​for us 
and the wings of an owl 
I would love and affection 
in the predawn darkness, 
come into your dreams 
during your deepest sleep 
Sweetly kiss your face ... 
Ah! I still need dreams 
to survive!

sábado, 13 de setembro de 2014

Nas estrelas


imagem google.com


É noite
olho sobre os telhados 
a tua procura.
Sei que estás a contemplar a lua,
observando o brilho das estrelas
a procura de sonhos...
Sabe que é lá no alto que te encontro,
no azul escurecido pela noite 
e as sombras revelam todo meu amor...
É noite, é hora de te encontrar
e, como nuvem, flutuo!
vivendo segredos tão nossos...
É noite e te sonho nas estrelas.





sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Cadê você?

Imagem google.com

A chuva fina e fria insiste em cair
deixando o ar do inverno invadir o corpo,
penetra na angústia das horas
e umedece o infinito...
Está frio aqui
E o corpo arrepia e pede seu calor
que está tão distante ...
Está nublado em mim e a nuvem branca que
encobre o céu deixa o ar sinistro...
Cadê você? Sol...

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Estigma da Lua

Imagem google.com

Correntezas de versos num mar revolto
Sensações fortes da ventania
Ondas arrebentando nas encostas...
Insistem em nos aproximar
Reviravoltas do mar deixando saudades...
Sempre ele a nos afastar
Rotas flutuantes das marés em lua cheia
Invadindo os sonhos das profundezas do mundo...
Estigma da lua marcando a passagem do tempo.
Anunciando o vazio depois da partida...

domingo, 31 de agosto de 2014

Anoiteceu em mim



Foto: Fernanda Rodrigues

Entardeceu em mim

E o sol segue caindo vagarosamente,
se escondendo atrás das montanhas.
Seus raios refletem um brilho colorido
na tarde de outono, deixando a paisagem
romanticamente sedutora.
Entardeceu em mim
e a lua vem surgindo
trazendo os mistérios da noite.
Com eles, encenações luminosas.
Ciúmes talvez?
Não... Não tem motivo.
Melhor seria trazer a flor da madrugada,
juntos vivermos momentos de paixão e ternura...
Mas tinha que chegar carregada de
incompreensões ...
Querendo entristecer a noite
que tanto queria amar...
Anoiteceu em mim!

Su Simon

sábado, 30 de agosto de 2014

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Ciranda poética - Chuva de amor! - Ilze Soares e Amigos!

imagem google.com


Dupla sedução

Foi num sábado à noite, daqueles!
A chuva caia torrencialmente...
Encontro marcado
Ansiedade a mil.
E a chuva
Ah! A chuva
não parava de cair
Vou, não vou?
Fui!
Roupa legal,
cabelo alinhado,
unha feita
maquiagem
e combinando com tudo:
O guarda chuva!

Cheguei, chegou
Ele também,
com um terrível guarda chuva preto:
Sem graça, sem glamour, sem noção...
Mas a alegria foi tanta
que esquecemos a chuva,
vivemos o amor:
Abraços, beijos, segredinhos
a dois.
E os guarda-chuvas ali...
Como que assistindo as cenas
picantes de um momento de amor!
Hora de ir embora...
A chuva... Ah! A chuva
já tinha passado
e os guarda-chuvas
ali a nos espreitar,
esquecidos num canto
Felizes também
a se amarem...

Su Simon

Parte integrante da Ciranda de Versos postada em:


sábado, 23 de agosto de 2014

Rastro de Luz

imagem google.com

É noite e estamos sós
Eu e a lua.
Meu castanho olhar a observá-la.
Sensação de aconchego toma conta do corpo
Romantismo sem fim!
Ah! Paixão que consome o anoitecer
embalada pelo vento cantante...
uma quase brisa carregando delírios.
Meche comigo, muda o rumo da história.
Noite em sonhos faz o tempo delirar!
Quando os castanhos sentem
a presente luz enluarada,
brilham felizes.
Sabem que a paixão e os sonhos
andam de mãos dadas...
Contemplando a vida madrugada a fora
deixando um rastro de luz...
Su Simon
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

THANKS

Thank you for visiting ...
come back soon!...