BEM VINDOS À POESIA


sábado, 23 de abril de 2011

JULINHO

Bruto
Sanacato Nervosão


NERVOSÃO

Bora lá conhecer esta figura
Que graça!  que aconchego!
Sorriso Lindo! 
Que encanto! Que loucura!

Sua alegria é contagiante. 
Um ser Bruto?
Indaguei: Será?
Melhor investigar.

À família se adaptou.
Agora não tem mais saída,
Se não aparece tem que ter uma desculpa
E gosta de provocar a "Suria".

Esperto, muito esperto!
está levando meu tesouro:
Minha filha linda!
Que tanto amo.


Porém, está em boas mãos:
Mãos fortes quando preciso;
suaves quando necessário
firmes em qualquer ocasião.

Vê delicias em tudo!
Oferece vinho com canudinho
para ouvir  memórias alheias.
Diverte-se e diverte-nos.

Ah! Bruto, mais meigo que conheci
Agora não pode mais fugir.
Sua alegria nos contagia.
Muito Bruta sua energia!



Sueli Rodrigues














7 comentários:

  1. Súriaaaa
    Eu tenhooo; você não teeem...

    ResponderExcluir
  2. QUE PALHAÇO!!!! Provocando a Suria???

    ResponderExcluir
  3. Agora sim deu até um calafrio de tanta brutalidade

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkkk... muito bruto mesmo!!!

    ResponderExcluir
  5. Fala sério Fernanda Rodrigues... ele não merece?... eu adoro o Julinho... mesmo com o ciúmes explícito da família...kkkk

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

THANKS

Thank you for visiting ...
come back soon!...